Cadastre-se | Login

Entrevistas

Entrevista exclusiva com Kyra Gracie

Confira a entrevista exclusiva que o site OLutador.com realizou com a grande lutadora Kyra Gracie, durante o seminário sobre Jiu-jitsu, realizado em São Paulo.

Qual a sua idade?
Tenho 23 anos.

Qual o seu estado civil?
Sou solteira.

Qual a sua modalidade e graduação?
Pratico Jiu-Jitsu, faixa preta 1º.

Onde você mora?
Rio de Janeiro.

Qual a sua formação escolar?
Tenho superior incompleto.

Quais são seus principais títulos?
O TRI-MUNDIAL / BI ADCC / 6X BRASILEIRO / 6X ESTADUAL

Qual o título mais importante da sua carreira?
O BI - ADCC

Descreva para OLutador.com a sua descendência Gracie?
Carlos Gracie – Robson Gracie – Flávia Gracie – Kyra Gracie

Como foi o começo do Jiu-Jitsu em sua vida?
O Jiu-Jitsu é parte da minha vida desde que eu nasci, então eu vivo Jiu-Jitsu.

Quem foi sua inspiração no começo da sua carreira ? E hoje, quem te inspira?
Minha mãe no começo e, hoje, minha inspiração vem da minha família, dos meus alunos e fãs.

Como é ser a única mulher Gracie competindo?
Eu fico feliz em estar representando a minha família e de estar abrindo portas para as próximas gerações.

Conte um pouco como foi a sua primeira competição?
Minha primeira competição foi o estadual do Rio de Janeiro, faixa amarela. Tive duas lutas e finalizei as duas.

Em quais países já representou o Jiu-Jitsu brasileiro?
Já lutei nos EUA, Japão, Emirados Árabes, Jordânia, Argentina, Chile, França, entre outros.

Entre esses, qual foi o que você mais gostou?
Jordânia.

Como é a reação das pessoas quando ficam sabendo que você é uma lutadora de Jiu-Jitsu e ainda pertence à família Gracie?
As pessoas não acreditam muito. Geralmente elas têm a imagem de lutadoras mais masculinizadas e como sou muito feminina, vaidosa, estou sempre com as unhas feitas, as pessoas ficam surpresas.

Ser uma Gracie, abre portas?
Sim, muitas.

Quais são os seus objetivos para o futuro?
Ganhar muitos campeonatos.

Existe muita cobrança da família em relação a você?
Da família não, a pressão vem de fora.

Quem são os seus ídolos no Jiu-Jitsu e vale tudo?
Renzo Gracie.

Qual o panorama do Jiu-Jitsu feminino no Brasil?
O Jiu-Jitsu feminino está crescendo, espero poder contribuir para que cresça ainda mais.

Já sofreu algum tipo de preconceito?
No começo, sofri um pouco.

Você pratica algum outro esporte?
Pratico judô, snowboard e wrestling.

Conte-nos um pouco da sua preparação diária física e alimentar.
Tenho um preparador físico 3 vezes por semana, jiu-jitsu, judô, wrestling e dieta Gracie.

Deixe um recado para todas as pessoas que admiram e acompanham seu trabalho.
Eu queria agradecer a todos os meus fãs pelo apoio, as energias positivas e dizer que vocês são uma motivação para continuar meu trabalho.