Cadastre-se | Login

Notícias

28/09/2009 - 10h34

Eagle Fighting agita a cidade de Guarulhos. Veja as fotos

Nesse sábado dia 26 de setembro, a cidade de Guarulhos na grande São Paulo foi palco de um grande evento de MMA, o Eagle Fighting, com um card reforçado o evento contou com 11 lutas.

O Atleta do site OLutador.com Cassiano Tytschyo mais uma vez mostrou que seu Jiu Jitsu lapidado pelo seu pai e corner Nynyko faz a diferença finalizando seu adversário com uma americana no primeiro round. Parabéns campeão!

E para que foi assistir um show de MMA, assistiu também a um show de Hip Hop com os cantores Gerê que cantou a música de entrada do Pedrinho Munhoz e Pregador Luo que fez a trilha sonora do evento e cantou a música de entrada para o atleta Charles do Bronx’s, música essa que faz parte do seu CD Música de Guerra 1ª missão, que possui as músicas de entrada dos principais atletas de MMA do Brasil, como Vitor Belfort, Pedro Rizzo, Anderson Silva, Mauricio Shogun, Lyoto Machida entre outros. Valeu a pena o incentivo dos cantores, pois ambos atletas saíram vitoriosos.

Veja o resultado do Eagle Fight:

Fernando Duarte (Top Brother) venceu George Michels (Ramuaii) por pontos.

- Fernando que teve dificuldades em levar o seu oponente para o chão que é sua especialidade, aceitou a trocação franca com George que acertou bons golpes foi superior, mas não foi o suficiente para vencer Fernando que na decisão dos juízes laterais venceu por 2x1.

Ricardo Silva (Top Brother) venceu Geisson Itamar (Garagem Team) por desistência.

- Ricardo Silva entrou mais focado e partiu para cima desde o inicio do combate, já Geisson não conseguiu se encontrar na luta e desistiu saindo de maca do Octagon.

Celsinho Vila Formosa (Ramuaii) venceu Jhonny 13 (Gibi Thai/ Casquinha JJ) no terceiro round com um mata-leão.

- Celsinho que participou do seminário do Alexandre Pequeno três dias antes da luta mostrou ao Jhonny 13 que sempre buscava levar a luta para o chão que estava preparado no chão também e fez Johnny provar do seu próprio veneno aplicando um mata-leão, que só as três tapas puderam salvá-lo de apagar.

Pedrinho Munhoz (Gibi Thai/Barbosa JJ) vence Roberto Matsumoto (De La Riva) por desistência.

- Ótima luta entre Pedrinho Munhoz e Roberto Matsumoto que jogou a toalha pedindo para sair ao final do segundo round, a luta com muita movimentação e com bastante trocação teve poucos momentos de luta no chão, Pedrinho mostrou-se um bom stricker sempre caminhando para cima do seu oponente e golpeando com bastante força e precisão.

Pedro Manoel (Clube da Luta) venceu Jorge Rodrigues (Kimura NU/Platinum) por pontos.

- Pedro Manoel sempre buscando levar a luta para o chão encontrou um adversário duro que acertou bons golpes, Pedro Manoel que tinha Alexandre Pequeno no corner no ponto de visitas dos juízes foi superior e levou a vitória por pontos.

Patrício “Pit Bull” (BTT/Platinum) venceu Vinicius Borba (Gibi Thai/Infight JJ) por nocaute.

- Luta boa e rápida Patrício “Pit Bull” faturou R$ 300,00 a mais pelo melhor nocaute da noite contra Vinicius Borba que sofreu um nockdown logo no primeiro round depois de levar uma chute certeiro no queixo.

Charles do Bronx’s (Bronx’s Gold Team) venceu Eduardo Pachú (Gracie Fusion/Viktor Gym) por pontos.

- Considerada a melhor luta da noite, o Eagle Fighting premiou os atletas com R$ 500,00. Uma das lutas mais esperadas da noite entre Charles do Bronx Vs Eduardo Pachú que já haviam se estranhado durante a pesagem na sexta-feira, gerou uma grande polêmica em relação ao resultado, já que os dois atletas estavam cheio de vontade e entraram no octagon dispostos a mostrar o seu melhor.

Cassiano Tytschyo (Nynyko JJ) venceu Everton Santana com uma americana no 1º round.

- Cassiano Tytschyo da equipe Nynyko Team e atleta do site OLutador.com sempre muito disposto mostrou um bom serviço finalizando seu oponente Everton Santana da equipe Bronx’s Gold Team no primeiro round com uma americana bem justa.

Edson Conterrâneo venceu Cesar Mostro (Minotauro Team) por pontos.

- Luta de pouca movimentação mais de golpes com muita potência, também estamos falando de dois “tanques de guerra” que se enfrentavam, Conterrâneo chegou às vezes ser displicente durante a luta dando risadas, mas logo foi advertido pelo seu corner Miguel Repanas que ficou louco quando todas as luzes do ginásio se apagaram interrompendo a luta por uns 3 minutos, já com a situação da iluminação resolvida voltaram as marretadas e Conterrâneo mais eficiente levou por unanimidade.

Vejas mais de 600 fotos do Eagle Fighting

Texto e fotos: Mauro dos Santos