Cadastre-se | Login

Notícias

14/04/2018 - 23h50

Lucas Mineiro se sagra campeão do Brave em casa e Klidson mantém cinturão

A estreia em Belo Horizonte do Brave Combat Federation, maior evento de MMA do Oriente Médio, terminou da melhor forma possível para a torcida que lotou a Esplanada do Mineirão. Em luta disputadíssima, Lucas "Mineiro" superou Luan "Miau" Santiago e se tornou o segundo brasileiro campeão mundial do Brave. "Mineiro" agora é campeão interino peso leve da organização. 

A vitória veio após Lucas conseguir uma queda e "Miau" fraturar o braço ao tentar amortecer o impacto. Depois da luta, o novo campeão lamentou enfrentar seu amigo e garantiu que o apoiará nos seus próximos combates.

"O "Miau" é um cara sensacional, um lutador jovem com muita estrada pela frente. Ele é meu irmão, me estendeu a mão quando mais precisei e sempre serei amigo dele. Tenho o máximo respeito por ele e pelo seu mestre Cristiano Marcello", anotou "Mineiro".

Na luta co-principal da noite, Klidson de Abreu não teve dificuldades para impôr seu jogo de chão diante do valente Matt Baker. O canadense pareceu bater no início da luta, após tentativa de armlock do campeão meio-pesado. Porém, o árbitro central não viu e a luta prosseguiu. Mantendo o ritmo incessante, o lutador da Evolução Thai conseguiu encaixar outras excelentes posições, eventualmente conquistando a vitória por mata-leão, ainda no primeiro round.

O fenômeno do jiu-jitsu Bruno Malfacine foi outro a vencer por finalização, chegando à sua segunda vitória profissional de MMA, a primeira na nova casa. Mostrando mãos mais rápidas em pé, o eneacampeão mundial logo conquistou a queda diante do jovem Rafael "Mini Man", de apenas 20 anos, e acabou encaixando uma chave de braço no primeiro assalto.

Resultados do Brave 11:

Lucas "Mineiro" Martins venceu Luan "Miau" Santiago por nocaute técnico no R5

Klidson de Abreu venceu Matt Baker por finalização no R1

Erivan Pereira venceu Gesias Cavalcante por nocaute técnico no R2

Bruno Malfacine venceu Rafael "Mini Man" por finalização no R1

Cleiton "Predador" venceu Ahmed Amir por nocaute técnico no R2

Carlos "Carlin" Soares venceu Georges Bardawil por decisão unânime 

Bruno Assis venceu Douglas Carvalho por finalização no R1

Marcel Adur venceu Fernando Laurenço por nocaute técnico no R2

Rodrigo Cavalheiro venceu Alessandro Gambulino por nocaute no R1

Luana Pinheiro venceu Elaine Leal por finalização no R1

Arnold Quero venceu Caio Gregório por decisão dividida