Cadastre-se | Login

Notícias

14/01/2015 - 17h52

Prêmio Osvaldo Paquetá celebra sua terceira edição

Brasileira campeã do Invicta FC conquistou o troféu de melhor lutadora do ano. Veterano que está invicto como meio-médio ficou com o título entre os homens, enquanto a organização paulista, que faturou como evento revelação no ano passado, ganhou agora na categoria principal.

Myron Molotky presidente do XFC esteve presente ao evento fazendo inclusive uma das entregas da noite. 

Em mais uma noite inesquecível, com uma bela festa, o Prêmio Osvaldo Paquetá – Melhores do MMA Brasileiro se solidificou como a mais importante premiação do MMA nacional. Em sua terceira edição, a premiação desembarcou em Belo Horizonte (MG) para entregar os troféus para os vencedores das 18 categorias escolhidos pelo voto popular. 

Vários concorrentes ao prêmio e personalidades do mundo do MMA estiveram presentes. Mais uma vez, Edimar Rosa, irmão de Osvaldo Paquetá, representou a família do homem que dá nome à premiação e emocionou a todos com um bonito discurso sobre a vida do irmão. Outro destaque foi Roberto Leitão, pai de Beto Leitão, primeiro atleta olímpico brasileiro no wrestling. O senhor Leitão recebeu o troféu de honra ao mérito em nome da luta livre esportiva brasileira e contou algumas histórias sobre Paquetá como a de ter sido ele que o apresentou a Carlson Gracie que se tornou seu melhor amigo. 

O MMA paulista mostrou sua força na premiação. O meio-médio Edvaldo Gameth, que venceu as três lutas que disputou em 2014, inclusive a que rendeu o cinturão do Coliseu EF, foi o grande vencedor na categoria melhor lutador. Herica Tiburcio, com 2-0 em 2014 e o cinturão do Invicta FC, levou como melhor lutadora. Já o Circuito Talent de MMA, campeão em 2013 como evento revelação, subiu de nível e conquistou o de melhor organização de 2014, superando o então bicampeão Coliseu Extreme Fighting. 

Nas outras categorias individuais para atletas, os paulistas também brilharam. Hoje no UFC, Thomas Almeida recebeu o troféu de melhor luta do ano pela vitória sobre Vinicius Zani. Livinha Renata ficou com o de melhor finalização, aplicada no Circuito Talent 10. Já o baiano Edilson Teixeira venceu na categoria nocaute do ano, com a joelhada voadora desferida no Imperium MMA PRO 9 e se emocionou ao receber o troféu dedicando-o a seu treinador Renato Velame. 

A cobertura foi feita pela canal Esporte Interativo com tomadas ao vivo da cerimônia de premiação onde estiveram presentes personalidades da luta como o presidente do XFC, Myron Molotky acompanhado de Eduardo Duarte matchmaker do evento, Jorge Patino “Macaco” lutador do WSOF, Ricardo Carlini diretor da TV Alterosa principal afiliada do SBT, o produtor do WEB Fight, Vavá Andrade e sua esposa Claudia, Joaquim Mamute primeiro atleta a vencer o ex campeão peso pesado do UFC, Junior “Cigano”, Mestre Crézio de Souza, faixa vermelha e um dos alunos mais talentosos de Carlson Gracie, Fábio Medeiros, diretor do canal Esporte Interativo, dentre outros. 

Confira a lista completa dos vencedores: 

Troféu Beto Leitão de Honra ao mérito: Maurício Deho pelo lançamento do livro em 12 rounds e Sensei Sérgio Buffara por ser um dos principais incentivadores do esporte desde a era do antigo vale tudo e um dos melhores amigos de Carlson e Paquetá. 

Lutador: Edvaldo Gameth (Team Master / Babuíno Gold Team) 

Lutadora: Herica Tiburcio (Gato Team / B9 / Inside) 

Lutador revelação: Felipe Efrain 

Luta: Thomas Almeida vs. Vinicius Zani, no MMA Super Heroes 

Nocaute: Edilson Teixeira, no Imperium MMA PRO 9 

Finalização: Livia Renata, no Circuito Talent de MMA 10 

Virada: Leleco Guimarães sobre Vinicius Gigantinho, no Coliseu EF 10 

Organização: Circuito Talent de MMA 

Edição: Jungle Fight 71 

Treinador: Dedé Pederneiras (Nova União) 

Equipe: Nova União 

Árbitro: Roberto Thomaz (Circuito Talent de MMA e outros) 

Announcer: Ton Munhóz (Circuito Talent de MMA e outros) 

Personalidade: André Azevedo (Canal Combate) 

Cage Girl: Jaqueline Marques (MMA Super Heroes) 

Foto: Gabriel Peres (no evento Showtime Fights) 

Matéria: Fraude no Bolsa-atleta, de Demétrio Vecchioli (Olimpílulas / Agência Estado)